sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Igreja do Nosso Senhor do Sótão


   O post de hoje começa na Holanda, em plena Reforma Protestante (séc. XVII), com os católicos proibidos de celebrar os seus rituais em público.
   Em resposta a essa proibição, começaram a surgir numerosas  igrejas clandestinas nos sótãos de alguma casa. Apesar de serem igrejas “escondidas”, ela não eram secretas: a sociedade holandesa, já bastante tolerante, aceitava a prática católica, sob a condição de que os fiéis mantivessem a discrição.
      Jan Hartman foi um próspero mercador de tecidos, que fez fortuna como cobrador de impostos. Imigrante alemão, católico fervoroso Jan comprou três casas adjacentes de entre 1661 e 1663 supervisionou a conversão dos três andares superiores numa igreja magnífica, escondida atrás da fachada da casa. 
   Assim nascia a Ons’ Lieve Heer op Solder ou a Igreja do Nosso Senhor do Sótão.  





                                         

   Vista de fora, parece ser só mais uma pitoresca casa de canal. Por dentro, ao cimo de uma escada bem íngreme, espera-nos um cenário de pompa e opulência, uma igreja completa. Um verdadeiro tesouro escondido!

                           

   Actualmente, a casa é um museu, formado pela casa e pela igreja. A visita começa com um passeio pela casa, e termina no sótão. Ficamos com uma ideia de como seria a vida em pleno séc. XVII.

                                        





   A igreja no sótão mantém-se próxima da sua condição original. Ela é primorosamente decorada e ainda contém muitos dos artefactos preciosos, obras de arte e detalhes do início da Era de Ouro.
   Uma visita imperdível! 










Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...