segunda-feira, 5 de setembro de 2016

O regresso

   Quase dois meses depois, regresso a casa. Sabe-me sempre a pouco estas temporadas em Portugal. Parece que o tempo não dá para tudo o que queremos fazer, para todas as pessoas com quem queremos estar... apetece congelar os momentos, desejar que os minutos não passem.
   Custa-me muito estar longe. Apesar de tudo, e por mais estranho que pareça, começo a habituar-me a viver aqui... porque também aqui já fui criando laços. E há sempre amigos. Os amigos que, tal qual  família possuem o dom do aconchego, do calor que ajuda a minimizar a dor do estar longe...
   Agora, restam-nos as recordações e as fotografias. Para o ano há mais :-)



















3 comentários: