quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Pasta de sal caseira

   Novembro já vai a meio e por isso mesmo comecei a pensar, não só na lista dos presentes, mas também nos embrulhos. E claro, na decoração da nossa Árvore. Todos os anos gosto sempre de fazer uns ornamentos novos.
   Por isso aproveitei para testar algo que já queria há muito: pasta de sal caseira. É ideal para as crianças brincarem, com uma textura muito semelhante à plasticina, e permite fazer peças muito bonitas e duráveis. 




PASTA DE SAL

2 copos de farinha
1 copo de sal fino
1 copo de água morna

   Num recipiente, misture a farinha e o sal com uma colher de pau e acrescente a água aos poucos, até que forme uma massa compacta. 
   Se a massa estiver muito pegajosa, acrescente mais farinha de trigo, se ficar seca demais, acrescente mais água. 
   Vá trabalhando esta massa com as mãos, por uns cinco minutos, até que fique bem homogénea. O objectivo é que a massa fique suficientemente macia e maleável, à semelhança da plasticina, sem ficar pegajosa. Quanto mais tempo amassar mais macia ela irá ficar. 



   Trabalhe a massa sobre uma superfície limpa, plana e enfarinhada, ou sobre papel vegetal.

   Pode trabalhar as peças com cortadores de bolachas ou usando elementos da natureza, como folhas ou raminhos.



   Também gosto de prensar pedaços de crochet e outros tipos de decalque (como placas de textura, comercializadas por algumas marcas de pastas de modelar)






   Quando terminar a modelagem das figuras, leve-as ao forno 150ºC., por aproximadamente 30 minutos a 1 hora. O tempo irá depender do tamanho e da espessura das peças (costumo fazer as minhas com cerca de 3 mm). As peças estarão prontas quando se apresentarem duras

   Após sairem do forno, deixe arrefecer de um dia para o outro.




   O acabamento pode ser feito apenas com verniz, Mod Podge ou com tintas acrílicas Neste caso, deixe secar bem antes de envernizar.

   As minhas ainda não estão terminadas pelo que irei deixar o resultado final para um outro post :-)

1 comentário: