segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Capelines em crochet

   A minha mãe adora ter os ombros aconchegados, em casa anda sempre com uma capeline de crochet linda, feita há muitos anos por uma tia que ela adorava. Achei que estava na hora de lhe fazer outra, para poder ir variando. E gostei tanto de a fazer que fiz mais duas, para a minha avó e para a minha sogra!





quarta-feira, 8 de agosto de 2018

8 de Agosto. O dia Internacional do Gato

   
   Há uns anos, seria inconcebível escrever estas linhas. Porque eu e os gatos não combinávamos mesmo nada... Mas um dia, o meu caminho cruzou-se com a Aléxia. E um ano depois com o Beethoven. Foram eles os verdadeiros responsáveis por agora já não saber viver sem um gato pela casa. Quem diria...
    A Aléxia e o Bee já só vivem nos nossos corações e nas nossas memórias... mas não há dia nenhum que não sinta falta dos olhos azuis desta gata maravilhosa, de temperamento "especial", e da verdadeira "máquina de ronronar" que era o Bee.









 
    Há quase um ano, foi o Aramis a entrar de rompante nas nossas vidas: rejeitado pela mãe, precisava urgentemente de uma casa nova, onde estivesse em segurança. Miava tanto quando o colocaram no meu colo que cheguei a duvidar se iriamos ser capazes de tamanho desafio: apenas um mês de vida, tão pequenino, indefeso, esfomeado... e cheio de pulgas! Mas cá em casa, todos encarámos de frente o desafio de o alimentar e de lhe ensinar o que a mãe não quis fazer! Pelo meio, o pequeno "contratempo do nome": durante umas horas, o Aramis chegou a chamar-se Amélie. Felizmente a veterinária rapidamente nos elucidou que se tratava de um rapaz e não de uma menina! 
   Que grande aventura, gatão lindo! E que bom fazeres parte desta família!


"Um gato tem honestidade emocional absoluta. Os seres humanos, por uma razão ou outra, podem esconder seus sentimentos, mas um gato não o faz" 
(Ernest Hemingway)


quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Porque as pausas também são precisas ...

Olá, olá!

   Já não escrevo por aqui (ou noutro lado) há um bom par de semanas (quase três meses, para ser mais precisa!).
   Uma fase intensa de trabalho, aliada a pura preguiça, a falta de inspiração, a dias que correm depressa demais e não deixam tempo para tudo o que se quer fazer.
   Cám em casa, neste momento, estamos numa fase mais calma: a escola terminou e os rapazes já estão em Portugal, a passar férias com os avós. Enquanto não chega a nossa vez de partirmos, temos aproveitado o tempo a dois: idas ao cinema ao fim do dia, pôr as séries em dia, jantar fora - o tempo tem estado tão bom que só apetece andar na rua. Também temos feito algumas escapadinhas de fim de semana, as quais partilharei convosco em breve.

  

    De resto, a preguiça também chegou às agulhas! Tenho duas bonecas e um vestidinho para terminar, mas a vontade tem sido pouca. Também tenho uma série de tutorias encaminhados para publicar mas acho que só farei isso depois de setembro. Actualmente, a minha cabeça já só pensa nas três semanas de férias que teimam em nunca mais chegar! :-) 





Por agora, prometo não desaparecer por tanto tempo. De qualquer modo, podem encontrar-me sempre no Instagram, onde publico com muita assiduidade :-) 

segunda-feira, 7 de maio de 2018

Queijadas de côco e leite condensado cozido

   Estas queijadas foram um sucesso, apesar de todos os meus receios: é que por engano abri uma lata de leite condensado cozido. Tive pois de adaptar a receita e até não ficou nada mal! foi um belo lanchinho! :-) 

   

1 lata de leite condensado cozido
1 e 1/2 chávena (chá) de leite
1 colher de sopa de manteiga
3 ovos
1 colher de sopa de amido de milho
100g de coco ralado


Na Bimby:
   Pré-aqueça o forno a 180.ºC.
   Coloque forminhas de papel dentro de formas de metal.
   Junte todos os ingredientes, à excepção do coco, no copo e bata durante 30 segundos/ velocidade 4.
   Adicione o coco e envolver 10 segundos / velocidade 4.
   Coloque o preparado nas formas até ¾ da sua capacidade. 
   Leve ao forno cerca de 20 a 25 minutos. Estão prontas quando começarem a ficar douradas.
   Retire do forno e deixe arrefecer.

Método tradicional:
   Ligue o forno a 180ºC.
   Numa tigela, junte o açúcar, a farinha e os ovos. Bata até ficar uma massa homogénea.
  Aos poucos e batendo sempre, junte a manteiga derretida e o leite. Bata até ficar tudo bem misturado.
   Coloque em forminhas, previamente barradas e polvilhadas.
   Leve ao forno durante 20 a 25 minutos. Verifique a cozedura com um palito.
   Deixe arrefecer um pouco antes de desenformar. 
   Polvilhe com açúcar e canela.

terça-feira, 24 de abril de 2018

Granola de figo e canela


   Hoje apresento-vos a última granola que fiz para a família, desta vez com figos e sultanas. É muito boa, repleta de coisinhas boas. E o azeite dá-lhe um toque bem especial. 



70 g de figos secos enfarinhados
35 g de sultanas douradas
50 g de miolo de amêndoa palitada
50 g de miolo de avelã
30 g de sementes de sésamo
 30 g de pevides de abóbora descascadas
200 g de flocos de aveia
3 colheres (sopa) de azeite
50 g de mel
1 colher (sopa) de canela em pó


Pré-aqueça o forno a 160º C.
Elimine os pés dos figos e corte-os em pedaços pequenos para dentro de uma tigela.
Junte as sultanas, a amêndoa, as avelãs grosseiramente picadas, as sementes de sésamo, as pevides de abóbora e os flocos de aveia e misture tudo muito bem.
Regue com o azeite e com o mel e mexa com a ajuda de um garfo para envolver bem.
Espalhe o preparado num tabuleiro de forno forrado com papel vegetal e polvilhe com a canela.
Volte a mexer com o garfo, espalhando bem, e leve ao forno, na prateleira central, cerca de 15 minutos, mexendo a meio do tempo.
Deixe arrefecer completamente e guarde em frascos que vedem hermeticamente.


Sugestão:
Aqueça ligeiramente o mel no microondas para que fique mais fluido e fácil de envolver na mistura.






























quarta-feira, 18 de abril de 2018

Areias

   Gosto de tardes orazeirosas, daquelas que nos permitem preparar bolinhos para nós e para os nossos vizinhos (que gentilmente nos brindaram com umas maravilhosas chamusas caseiras).
   É certo que os bolinhos de areia continuam a ser os preferidos cá em casa: por mais receitas que vá experimentando, voltamos muitas vezes a  eles. Eu não me importo mesmo nada... com eles viajo "até lá atrás", a um tempo tão delicioso e despreocupado, quando era a minha mãe que os fazia para mim ...


300 gr de farinha
200 gr de margarina
100 gr de açúcar

Na Bimby:
   Ligue o forno a 180ºC.
   Coloque todos os ingredientes no copo e programe 30 segundos/velocidade 6.
   Faça pequenas bolinhas e coloque-as num tabuleiro forrado com papel vegetal
   Leve ao forno por 15 minutos.
   Retire, deixe-os endurecer por uns 2 minutos (saem ainda moles do forno) e envolva em açúcar.

Método tradicional:
   Ligue o forno a 180ºC.
   Misture todos os ingredientes até obter uma massa homogénea.
   Faça pequenas bolinhas e coloque-as num tabuleiro forrado com papel vegetal
   Leve ao forno por 15 minutos.
   Retire, deixe-os endurecer por uns 2 minutos (saem ainda moles do forno) e envolva em açúcar.

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Golas "Peter Pan"

   Com a primavera chega a inspiração e a vontade de experimentar coisas novas. E quando se tem sobrinha lindas para mimar, essa vontrade ainda é maior.
   Aproveitando a presença dos meus pais e a possibilidade de enviar algo para elas sem ter de recorrer aos correios (heheheh), fiz estas golas. Adoro a cor, combina lindamente com gangas mais escuras e uma t-shirt branca.




   E claro, fiz uma igual para a minha irmã. Assim ficam as três a combinar :-)

 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...