terça-feira, 1 de setembro de 2015

Fim das férias


   E as férias chegaram ao fim. Foram dias bons, que me souberam a pouco. Portugal sabe-me sempre a pouco. Estar longe "de casa" e de todas as pessoas que nos são queridas é verdadeiramente difícil, só quem vive de coração dividido compreende. 

   Parto dentro de algumas horas. Comigo levo memórias, muitos livros, (já) muitas saudades, algumas encomendas de novos bonecos. Para trás deixo bonecos em novas casas, uma família que amo cada dia mais, uma sobrinha que vou ver a crescer à distância.. os próximos dias vão ser difíceis, mas aos poucos a dor da saudade vai abrandar e o ritmo diário manterá a cabeça ocupada. Mas hoje... hoje não estou definitivamente num bom dia  ... 





 "(...) É muito difícil ir embora – até você ir embora de fato. E então ir embora se torna simplesmente a coisa mais fácil do mundo (...)" (John Green, in Cidades de Papel)

1 comentário: